sábado, 21 de janeiro de 2012

QUANDO O CHÃO SOME DE DEBAIXO DE NOSSOS PÉS!

Esta é uma mensagem às esposas de pastores e pastores que estão passando por momentos de dores e enfermidades na família. Encorajo você e compartilho contigo. 
Você que passa por doenças físicas e se vê às voltas com hospitais, exames, dores (seja contigo ou parente teu) , identifico-me, porque, especialmente, em dois instantes de minha vida, já como esposa de pastor, minha família e eu passamos por isso, quando meu pai sofria,  por causa de um câncer, em hospital e também em casa, no período de dez/2005 à mar/2007. O segundo momento foi quando meu esposo, pastor, ficou sem enxergar e teve que limitar suas atividades, principalmente a leitura.  No período de 2009 até meados de 2011, ele enfrentou duas cirurgias nos olhos e repousos devido a um derrame no fundo do olho. Esses momentos foram de profundas dores e tristezas. É impossível descrever. Até mesmo as orações parecem que não fazem sentido. 
Meu querido papai foi levado à Glória Eterna de Descanso em março de 2007. Meu amado esposo está bem, lendo tudo e voltou às suas atividades normais. 
Graças à Deus!
Ao mesmo tempo de tanta tribulação e tristeza percebemos e, hoje, com clareza maior, que foram tempos de imensurável graça, paz e força vindas da Trindade Santa. Foram tempos de desafios. A cada dia o Senhor Trino se fez presente de maneira grandiosa e maravilhosa. 
Uma canção escrita pelo saudoso Sérgio Pimenta, diz: "Só quem sofreu pode avaliar, quem sofreu  pode se identificar, ter o mesmo sentir..."  Isto é verdade!
Também, como líderes que somos, acabamos por ouvir coisas inconvenientes, fora de propósito por parte de alguns "irmãos e irmãs", pois na cabecinha de muitos pastor e família não sofrem nada, mas, o Senhor os perdoa porque eles não sabem o que falam e fazem.
Nestes momentos de doenças e tristezas, o chão some de debaixo de nossos pés e uma sombra espessa e densa cais sobre nós e, vemos o quanto somos impotentes, mesmo fazendo tudo que está ao nosso alcance. Não ficamos sorridentes e por vezes pensamentos ficam confusos e nem sabemos como agir. As noites ficam agitadas. O choro vem. 
Apenas compartilho contigo de tua dor e tristeza, momentâneas. Sei que palavras e, nem eu tenho tal pretensão, podem trazer ao teu coração o consolo e direção necessários nesta hora, somente o Espírito Santo pode agir assim. Reconheço que Deus usou muitos irmãos amados para nos trazer ânimo, palavras encorajadoras e de bálsamo. Foram pessoas importantes e agradeço a Deus pela vida dessas pessoas.
Deixo com você dois textos que muito nos ajudaram no momento sombrio:
"Porque Eu, o Senhor teu Deus, te tomo pela mão direita e te digo: Não temas, que Eu te ajudo." - Is. 41.13 e, "...portanto, não vos entristeçais, porque a alegria do Senhor é a vossa força." Ne. 8. 10.
Não somos nós que tomamos a Mão do Senhor e nem a alegria nós produzimos. O Senhor, sim, Ele é quem toma a nossa mão e nos dá a Sua Alegria. E isto nos faz caminharmos, seguindo em frente, mesmo sendo difícil. Ele tudo sabe, pois Jesus sofreu todas as coisas. Ele conhece nossa fragilidade e por isso, somente Ele é o Auxiliador. Em Suas Mãos estamos seguros. Sua Alegria nos fortalece e nos prepara dia a dia. O Espírito Santo atua com poder justamente porque nossa impotência se torna visível e, Ele sabe disso.
Minha oração é que, hoje, o Senhor lhe conceda uma boa noite de sono e sonhos repletos de verdadeira alegria e paz. E, quando acordares amanhã, um novo dia será vivido na força alegre do Senhor, tendo tua vida e passos guiados pela Mão Forte e Poderosa de Jesus Cristo.
C. S. Lewis escreve em seu livro "O Problema do Sofrimento": "George Macdonald , em um trecho que não consigo encontrar agora, representa Deus falando ao ser humano: "Você precisa ser forte pela Minha força e abençoado por Minha bênção, pois nada tenho além disso para lhe dar". Eis aí a conclusão da história toda. Deus dá o que Ele tem, e não o que não tem. Ele oferece a alegria que existe,  e não uma alegria inexistente." (Extraído de Um Ano com C.S.Lewis - Editora Ultimato).
Confie e saiba que mesmo sendo abatidos, não somos destruídos; atribulados, não somos angustiados e perplexos, não somos desanimados.II Co.4.8,9
Em Jesus Cristo que é a Alegria de Deus em nós, e isto vem Dele, o Eterno!
Ethel Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante. Agradeço a sua visita. volte sempre. Abraços da Ethel.