sexta-feira, 13 de maio de 2016

Esperança

Quando Deus levou cativo o povo de Israel o profeta Jeremias ficou desolado, sentiu-se sem o consolador e mostrou como seu coração estava. Chorou sobre a cidade em ruínas,  sobre os jovens, crianças e mulheres mortos e outros aprisionados. Uma triste situação! 
Jeremias falou ao povo o que Deus faria por causa da recusa do povo em obedecer a Deus. Eles trocaram o Deus Eterno Vivo e Verdadeiro por falsos "deuses", agora foram exilados de sua terra.
Não deve ter sido fácil para Jeremias. 
Jeremias aflito, com amargura, pesar e com a alma desfalecendo disse: "lembro-me também do que pode me dar esperança: graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a sua fidelidade" - Lm. 3
Vamos fazer como Jeremias?
Seus olhos e mente deixaram de fixar-se na situação desoladora. Ele voltou seus pensamentos e olhar ao Deus fiel e misericordioso.
Nos encontramos em aflição, amargura, tristeza e quase desfalecendo? Vamos trazer a nossa lembrança o que pode dar esperança: o grande amor do Senhor e suas ternas misericórdias!
Em Cristo
Ethel Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante. Agradeço a sua visita. volte sempre. Abraços da Ethel.