Pular para o conteúdo principal

HÁ VIDA!

Já faz algum tempo que não escrevo.
Este é o primeiro post deste ano de 2014.
Isso porque, só escrevo e posto, quando tenho a direção do Espírito 
que incentiva e consequentemente, tenho vontade de fazê-lo.
Creio que nada é por acaso ou coincidência.
Então, nesta manhã, disponho este pequeno texto que desde  2012
tem falado ao meu coração e me instigado a crer somente NEle!
Graça e paz!

Por que vos alvoroçais e chorais?”
Marcos 5. 36, 39

Diante da morte da filha de Jairo Jesus fez a pergunta acima. 
E quando Ele disse que a menina não estava morta, 
mas dormia, as pessoas “riam-se Dele”.
Hoje ao passarmos por momentos profundamente tristes 
 Jesus pode nos perguntar a mesma coisa. 
Como estamos respondendo a esta questão?
Jesus não estava sendo irônico ou sarcástico. 
Jesus mostrou firmeza e foi categórico. 
Ele não deixa dúvidas de que o controle está em Suas mãos. 
Ele tem ciência da aflição da família e amigos. 
Jesus ternamente, em compaixão, indaga o motivo do choro e perturbação, 
pois, não fora Ele chamado para curar a menina?
Jesus Cristo é, não somente o que cura, 
mas Aquele que restitui a vida. 
Jesus conhece os corações e com toda autoridade 
traz a menina da morte para vida e entrega-a  aos seus. 
Grande espanto veio sobre todos.
 Primeiro risadas,  e depois espanto.
Morte é inatividade, insensibilidade, é separação. 
Espiritualmente podemos nos encontrar assim: insensíveis e separados. 
Desespero, choro e alvoroços no coração. 
E quando vamos a Jesus em oração clamando: 
“Venha, pois já estou quase “morrendo” e a 
situação está insuportável, só o Senhor pode agir”
Jesus pergunta-nos: “Por que vos alvoroçais e chorais?” 
Creia não é o fim, há vida
“Estou aqui! “Não temas; crê somente!”
    

Escrito em 19/11/2012 por Ethel Martins

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHER INTERCESSORA E CHEIA DE FÉ!

Alguns dias atrás estava lendo Mateus 15. 21-28. Fiquei emocionada ao ver o exemplo daquela mulher cananéia (ou siro-fenícia, como relata Marcos 7). São vidas assim que me ajudam  a cada dia.
Como mulher devo orar, clamar, pedir, rogar ao Senhor pela igreja. Destaco que aquela mulher, embora não pertencesse ao povo escolhido, o povo de Israel, sim, aquela mulher demonstrou tamanha fé que nem mesmo entre seu povo Jesus encontrara. Ela era uma mulher intercessora e cheia de fé.
A mulher cananéia estava passando por um momento muito difícil por causa de sua filha, esta se encontrava endemoninhada. Ao saber que Jesus estava em sua região ela não perde a esperança e a oportunidade de ir atrás de Jesus e seus discípulos gritando, clamando por misericórdia.  Ela roga por sua filha. O que aprendi com esta mulher?

1) Ela reconhece e adora Jesus. Diante de Jesus uma mulher adoradora com problemas, aflita, sim, mas confiante Naquele que é Senhor sobre tudo e todos. Ela O adorou e ao assim fazer d…

DIA DO PASTOR PRESBITERIANO - IPB

Homenagem ao Pastor

Seja mais jovem ou seja mais velho,
Seja licenciado ou seja jubilado,
Seja efetivo, seja eleito ou evangelista,
Não importa.
Fostes escolhido por Deus,
Fostes vocacionado por Deus,
Fostes capacitado por Deus.
A Deus seja a glória!
Que tua visão seja como a da águia,
Que tu sejas simples como a pomba,
Que tu sejas prudente como a serpente.
Precisas de Conselho?
Jesus é o teu Maravilhoso Conselheiro.
Careces de Sabedoria?
Deus te concede sem nada cobrar.
Andas cansado?
O Onipotente é a tua sombra onde podes descansar.
Tens preocupações?
Vosso Pai Celestial tem todo cuidado por ti.
Importa que você “cumpra o teu ministério,
Pregue a Palavra, corrige, repreende e exorta com toda a longanimidade e doutrina.
Faze o trabalho de um evangelista!
E Que o Senhor seja com o teu espírito”.
Parabéns, Pastor!

Ethel Martins

Homenagem feita aos Pastores do PCAG, em dez/2007

Neemias e Jesus: Missão Cumprida!

Neemias recebia cartas de Tobias para o atemorizar (Ne. 6. 15 a 19). Difícil esta situação. O que ressalta a nós é que Neemias não desanimou, não se atemorizou e não desistiu de sua missão.    Perseverança e fidelidade aprendemos com Neemias.         Sempre haverá alguém para causar temor, para desencorajar, para que tenhamos o foco desviado, para que deistamos da missão. Neemias foi fiel a Deus e à missão. Ele foi um bom político (Ne.5). Tinha consciência do que seus inimigos faziam. Ele discernia espiritualmente a voz de Deus e a voz do Inimigo. Isto é necessário à nós, especialmente quando nos encontramos em posição de liderança. Somente têm tal discernimento os que buscam a Deus incessantemente e têm um relacionamento profundo e pessoal com ELE. Neemias era sábio. Ele orava e agia (Ne. 4). Por causa disso todo o povo tinha ânimo para o trabalho.          Mesmo tendo encontrado uma situação desoladora ele animou o povo porque ele sabia o que o Senhor já tinha colocado em seu coração …