quinta-feira, 6 de junho de 2013

Deus, Aquele que nos faz perseverantes e animados(as)!



Graça e paz!

“Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.” – I Ts. 5. 18 – NVI
“Que o próprio Senhor Jesus Cristo e Deus nosso Pai, que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança pela graça, deem ânimo ao coração de vocês e os fortaleçam para fazerem sempre o bem, tanto em atos como em palavras.” – II Ts. 2. 16,17 NVI
“O Deus que concede perseverança e ânimo dê-lhes um espírito de unidade, segundo Cristo Jesus...” – Rm. 15. 5 NVI

No início deste ano orei a Deus pedindo Sua ajuda para viver cumprindo a vontade Dele. A cada dia consagro-me ao Espírito Santo.
Jesus Cristo é o meu constante Pastor.
O Senhor sempre age de maneira perfeita, mesmo ao nos disciplinar. Ele tudo faz para nosso  ensino, correção e amadurecimento. Deus nos dá palavra de ânimo quando diz: “Meu filho não despreze a disciplina do Senhor, nem se magoe com a Sua repreensão, pois o Senhor disciplina a quem ama, e castiga todo aquele a quem aceita como filho.” – Hb. 12.4-6 NVI. A cada leitura da Palavra vemos com os olhos da e com entendimento do Santo Espírito, o Deus atuante, amoroso, misericordioso, justo e perfeito.
Jesus Cristo, “suportou...oposição dos pecadores contra si mesmo, para que vocês não se cansem nem desanimem.” – Hb. 12.3 NVI
Em meu coração há muita gratidão a Deus. Ele tem revestido a mim de “perseverança e ânimo”. Ele sabe o quanto essas atitudes têm sido necessárias a mim.
São tantas tristezas e angústias. Lutas  sem fim. A Palavra de Deus está em nossas mãos. O Espírito Santo habita em nós e, mesmo assim, “temos medo”, ficamos desconsolados, abatidos, não entendemos nada. Veja João 20.19 – NVI.  Foi assim com os discípulos, em Lucas 18. 31-34, Jesus Cristo chama os seus doze discípulos à parte e lhes diz que seria entregue aos gentios, eles zombariam, insultariam, cuspiriam, açoitariam e O matariam. Palavras difíceis e duras de aceitar. Um quadro terrível Jesus descreveu aos Seus, àqueles que andavam com Ele diariamente. Mas, Jesus Cristo após essas tristes palavras, lhes diz que ressuscitaria.
Vejo aqui uma  maneira de como Jesus Cristo estava concedendo “perseverança e ânimo” aos Seus discípulos. É como se Ele dissesse: “Vou sofrer tudo isso, inclusive a morte. Fiquem firmes, confiantes, perseverem e não se desanimem, não percam a força porque Eu vou ressuscitar. Voltarei a viver. Isso não será a minha derrota, embora assim possa parecer. Não será o fim, mesmo que as circunstâncias apontem para isso. Não! Não é motivo para o medo. Creiam: Eu ressuscitarei! Viverei novamente! Venço a cruz e a morte! – “os discípulos não entenderam nada dessas coisas.”
É preciso crermos na ressurreição, nos apegarmos à vida verdadeira, Jesus Cristo!
Somente após a ressurreição os discípulos puderam compreender – Lc. 24. 44-48 NVI. Se não compreendemos agora devemos esperar no Senhor, com fé, porque no devido tempo, conforme a vontade de Jesus Cristo, no momento certo, o Espírito Santo nos fará entender o sentido de todas as coisas – Jo. 13. 7; Lc. 24. 44 – 48 – NVI. Ele, se assim e quando quiser, o fará. Se não, só nos basta termos a fé, com perseverança e ânimo, vendo o invisível – Hb. 11. 27. NVI.
Que o Espírito Santo nos mostre a vida verdadeira e radiante que há em Jesus Cristo. Todas as coisas Ele sofreu. Todas as coisas Ele venceu! Ele nos fará perseverantes e animados como os discípulos e, após a compreensão de tudo, sairemos e pregaremos por toda a parte sem nunca nos esquecermos que o Senhor Jesus Cristo “coopera” conosco – Mc. 16. 20.NVI.
Abraços fraternos em Jesus Cristo, a Revelação Única e Real DAquele que é Invisível!
Da irmã, companheira, amiga e serva
Ethel da Silva Maia Martins
Texto escrito em 26/05/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante. Agradeço a sua visita. volte sempre. Abraços da Ethel.