Pular para o conteúdo principal

O DESAFIO NOSSO DE CADA DIA.


Graça e paz!
“Seja o seu ‘sim’, ‘sim’, e o seu ‘não’, não’; o que passar disso vem do Maligno”. – Jesus Cristo em  Mt. 5. 37 NVI
O DESAFIO NOSSO DE CADA DIA
Um dos desafios nosso de cada dia, como esposa de pastor, é o de sermos autênticas.
Para isso são necessários:
Primeiro: Olhar e aprender com Jesus Cristo. Ele tinha compaixão e não usava de “máscaras”. Jesus não fingia ser o que não era. Ele condenava a hipocrisia dos fariseus, intérpretes da lei e estes sentiam-se ofendidos.[1] Outra ocasião vemos muitos dos Seus discípulos O abandonarem, por não aguentarem o discurso que Ele fazia.[2] Jesus Cristo usava com sabedoria e firmeza as palavras. E ainda, em alguns momentos, os discípulos viram Jesus chorar e comover-se.[3] Viram Ele se alegrar.[4] Eles presenciaram Jesus exercer autoridade sem ser autoritário.[5] E, a ser meigo sem ser infantil, ao abençoar as crianças.[6] Os discípulos O viram ser dependente, como homem, das mulheres que “O serviam com seus bens”[7], e, buscando alguns dos discípulos para vigiarem com Ele em oração.[8] Jesus Cristo gostava de hospedar-se na casa de Marta, Maria e Lázaro. Ele sentia prazer em ensina-las. Duas personalidades diferentes. A cada uma delas Jesus tratou com autenticidade. Não fez média e nem procurou agradar com palavras bajuladoras, a nenhuma delas. Na casa ou na morte de Lázaro, Ele as tratou sendo verdadeiro.[9] Assim, agiu também, com os acusadores e a mulher pega em adultério, igualmente com a mulher samaritana. [10]
John Stott, diz em seu livro, o último que escreveu, antes de partir para o Céu: “O Discípulo Radical”[11]: “Como Cristo teve de entrar em nosso mundo, nós também precisamos entrar no mundo de outras pessoas e...essa entrada no mundo de outras pessoas é exatamente...missão encarnacional – toda missão autêntica é encarnacional.”
Nos envolvermos com as pessoas em relacionamento autêntico. Servindo sem ser subserviente. Amando e praticando o bem com discernimento e prazer, sem ser ignorante, simplório e sem o vício do simplismo.
Segundo lugar: Para sermos autênticas devemos olhar para nós mesmos. Não no sentido egoísta ou narcisista, mas no intuito de sabermos: Quem somos em Cristo? Quais os talentos e dons com os quais fomos agraciadas e se os usamos com prazer e diversão, em amor, servindo a Deus e ao próximo? Onde somos mais vulneráveis? Quais os pecados em que caímos mais facilmente? Aprendi isso com a Nancy Beach[12], no Seminário sobre “Liderança Feminina e Seu Impacto social”, que fiz com ela, em maio de 2012, na SEPAL. E, em seu livro: “Chamadas para Liderar – A Liderança da Mulher na Igreja”[13], alguns princípios escritos por ela para a mulher líder, podemos aplica-los perfeitamente a nós, esposas de pastores, que de certa forma exercemos liderança ou ensinamos. Ela diz: “Precisamos conhecer as pessoas e ter contato com elas frente a frente, fazendo uso o tempo todo da inteligência emocional e relacional. Nenhum relacionamento significativo ocorrerá se não estivermos dispostas a ser autênticas, sem nenhuma reserva.” (Grifo meu).[14]
Irmãs, a cada dia vamos vencer este desafio: sermos autênticas.
Peço ao Senhor Deus  que nos ajude a vencermos o impulso de nos escondermos atrás de uma “máscara”. Que o Espírito Santo derrube qualquer barreira impedidora de vivermos autenticamente a autenticidade de uma vida em Cristo como esposa de pastor.
Em Jesus Cristo, o Autêntico, em Quem nós permanecemos.
Fraternalmente da irmã, companheira e serva.
Ethel  Martins
Texto Escrito em 22/08/2012



[1] Lc. 11. 37-52
[2] Jo. 6. 60
[3] Lc. 19.41; Jo. 11. 35,36
[4] Lc. 10.21
[5] Lc. 4. 32-36; 8. 22-39 e 20. 1-8
[6] Lc. 18. 15-17
[7] Lc. 8. 1-3
[8] Mt. 26. 37, 38
[9] Lc. 10. 38-42; Jo. 11
[10] Jo.4 e 8. 1-11
[11] Stott, John -  Editora Ultimato – Viçosa-MG - 2011
[12] Nancy Beach é vice-presidente-executiva de artes da Willow Creek Assosiation e Pastora da área de ensino na Igreja Willow CreeK (Bill Hybels), escritora, palestrante reconhecida. Nancy mora em Chicago, com o marido Warren e as filhas Samantha e Johanna.
[13] Beach, Nancy – Editora Vida – 1ª Edição: maio de 2012
[14] Beach, Nancy – “Chamadas Para Liderar – A Liderança da Mulher na Igreja” – pág. 56

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MULHER INTERCESSORA E CHEIA DE FÉ!

Alguns dias atrás estava lendo Mateus 15. 21-28. Fiquei emocionada ao ver o exemplo daquela mulher cananéia (ou siro-fenícia, como relata Marcos 7). São vidas assim que me ajudam  a cada dia.
Como mulher devo orar, clamar, pedir, rogar ao Senhor pela igreja. Destaco que aquela mulher, embora não pertencesse ao povo escolhido, o povo de Israel, sim, aquela mulher demonstrou tamanha fé que nem mesmo entre seu povo Jesus encontrara. Ela era uma mulher intercessora e cheia de fé.
A mulher cananéia estava passando por um momento muito difícil por causa de sua filha, esta se encontrava endemoninhada. Ao saber que Jesus estava em sua região ela não perde a esperança e a oportunidade de ir atrás de Jesus e seus discípulos gritando, clamando por misericórdia.  Ela roga por sua filha. O que aprendi com esta mulher?

1) Ela reconhece e adora Jesus. Diante de Jesus uma mulher adoradora com problemas, aflita, sim, mas confiante Naquele que é Senhor sobre tudo e todos. Ela O adorou e ao assim fazer d…

DIA DO PASTOR PRESBITERIANO - IPB

Homenagem ao Pastor

Seja mais jovem ou seja mais velho,
Seja licenciado ou seja jubilado,
Seja efetivo, seja eleito ou evangelista,
Não importa.
Fostes escolhido por Deus,
Fostes vocacionado por Deus,
Fostes capacitado por Deus.
A Deus seja a glória!
Que tua visão seja como a da águia,
Que tu sejas simples como a pomba,
Que tu sejas prudente como a serpente.
Precisas de Conselho?
Jesus é o teu Maravilhoso Conselheiro.
Careces de Sabedoria?
Deus te concede sem nada cobrar.
Andas cansado?
O Onipotente é a tua sombra onde podes descansar.
Tens preocupações?
Vosso Pai Celestial tem todo cuidado por ti.
Importa que você “cumpra o teu ministério,
Pregue a Palavra, corrige, repreende e exorta com toda a longanimidade e doutrina.
Faze o trabalho de um evangelista!
E Que o Senhor seja com o teu espírito”.
Parabéns, Pastor!

Ethel Martins

Homenagem feita aos Pastores do PCAG, em dez/2007

AGRADECER!

Graça e paz!
É desejo do meu coração que você tenha alegria espiritual, que sua mente esteja guardada em Cristo Jesus, que sua vida seja firme na Rocha e que tua alma se refrigere nas águas mansas do Espírito Santo. Deixe-se inundar deste rio de ternura e paz, vida e graça de nosso Deus.
Deus ouve as orações. Em Sua misericórdia Deus tem nos atendido. Graças a Ele.
Você já parou para contar as bênçãos de Deus em tua vida? Já disse a Ele :“Muito Obrigado!”?
É difícil, não? Nem podemos enumerar o que Ele tem feito por nós. Comecei a anotar motivos de gratidão a Deus, veja se você concorda comigo nesta oração de gratidão:
Obrigado, Senhor!
Obrigado, por mais um ano em minha vida!
Obrigado, pelo Teu sustento e proteção!
Obrigado, pela Tua Graça e Amor!
Obrigado, pelo vazio preenchido com Tua Doce e Amada Presença!
Obrigado, pelas dores saradas!
Obrigado, pelas dores ainda não curadas!
Obrigado, porque, apesar de mim…