terça-feira, 30 de setembro de 2008

PRECIOSO CONVITE!

Sei que há muitas esposas de pastores que estão dizendo, pensando em dizer, chegando mesmo a tomar atitudes radicais, afirmando: “Cansei!”
Ser esposa de pastor parece que se tornou um fardo, para algumas.
São tantos os conflitos, lutas dentro e fora do lar.
Jesus disse: “Vinde a MIM, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e EU vos aliviarei.” (Mt.11.28)
Imagino aquela mulher sofrendo de hemorragia havia 12 anos, cansada de gastar com médicos sem obter a cura.
Imagino aquele enfermo havia 38 anos, cansado de ficar deitado, sem poder andar e sem ninguém para coloca-lo no tanque Betesda, quando a água era agitada, para poder ser curado.
Imagino o homem que nasceu cego, cansado de ouvir que por causa do pecado dele ou de seus pais ele nascera cego, e vivia mendigando.
Imagino aquela mulher possessa de um espírito de enfermidade havia 18 anos, andando encurvada, sem de modo algum poder endireitar-se, cansada de olhar para o chão e cativa de Satanás.
Imagino Pedro e seus amigos que nada pescaram durante a noite toda em que trabalharam, cansados e tristes por saberem que não teriam o que vender.
Tente se colocar no lugar dessas pessoas? Talvez você conheça algumas pessoas com problemas. Coloque-se no lugar delas. Você ficaria cansada?
Mesmo nossa luta, nos deixa cansadas.
Fico pensando:
Na força que a mulher hemorrágica fez para chegar e tocar em Jesus.
Na paciência do enfermo em seu leito, esperando alguém para levanta-lo, até Jesus cura-lo.
Na pobreza do cego que, humildemente, pedia esmolas para seu sustento, e Jesus lhe restaurou a visão.
Na prisão que atormentava a vida da mulher encurvada e como Jesus a libertou.
No desânimo de Pedro por não conseguir pescar e sua confiança ao ouvir as palavras de Jesus: “Lançai as vossas redes para pescar.”
Cansadas podemos ficar. Não chegamos ao extremo de atentarmos contra nossa própria vida. Mas podemos matar em nosso coração:
o fervor devocional,
o amor que perdoa,
o louvor que exalta a Deus,
a disposição de estarmos sempre à disposição para servirmos.
Não podemos esquecer do convite, aliás, usamos esse convite para pessoas não crentes, porém, mais do que nunca ele é para nós: “Vinde a MIM, todos os que estais cansados...” Jesus convida.
Jesus é descanso.
E o que ELE promete? Alívio! “EU vos aliviarei”. Não é o que queremos se estamos cansadas?
O cansaço demonstra que nossas forças se esgotaram.
O cansaço é um sinal de que precisamos de ajuda.
O cansaço nos ensina a depender de alguém ou de algo.
Então, que essa dependência seja de Deus, em Cristo. DELE sairá poder para curar, libertar e suprir nossas mais íntimas necessidades. Somente ELE é capaz de trocar nosso “pesado fardo” por um “fardo leve”. Creia, não existe fardo pesado demais para ELE. Lancemos sobre Jesus Cristo esse fardo que consome nossas forças a cada dia. Digamos em oração a ELE: “Cansei, Senhor!” esperemos e ouçamos Sua doce voz: ‘EU vos aliviarei”. Vivamos neste mundo a plena vida que ELE nos dá. Nada pode contra o Aliviador.
ELE já fez o convite só falta aceitarmos. A morte ELE já sofreu e já venceu por nós.
Em Jesus Cristo, que carregou na cruz todas as nossas dores, tristezas e cansaços, para que hoje ficássemos descansados.
Abraços da irmã, amiga e companheira de caminhada,

Ethel da Silva Maia Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante. Agradeço a sua visita. volte sempre. Abraços da Ethel.